Ciência e Tecnologia

UNICAMP É HEXACAMPEÃ NACIONAL DA FORMULA SAE BRASIL

A Equipe Unicamp E-Racing foi a campeã absoluta na categoria Elétrico da 15ª  Competição Fórmula SAE BRASIL – PETROBRAS realizada desde quarta passada  no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA), em Piracicaba e venceu  todas as provas da competição:  1ºLugar  em Aceleração, em SkidPad, em AutoCross, em Desing e na prova fical realizada hoje domingo 2/12 , o Enduro . Com isso a Unicamp E-Racing conseguiu seu sexto título nacional , classificando-se para o mundial em Lincoln nos EUA em 2019, em que ja foi bi campeã. 

Na Categoria “Elétrico” em 2º lugar ficou a equipe Formula Tesla da Universidade Federal de Minas Gerais ; em terceiro a Formula FEI Eletrico (Centro Universitário da FEI), em 4º a Ampera Racing  da Universidade Federal de Santa Catarina e em 5º a Equipe da EESC USP

A Fórmula SAE BRASIL – PETROBRAS é dividida em 2 categorias: Carros elétricos e a Carros a combustão 

Na categoria combustão  a campeã foi a equipe Fórmula CEFAST – Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (3a em 2017)  Em segundo ficou a equipe Mauá Racing do Instituto Mauá de Tecnologia; Em 3º ficou a campeã de 2017, a V8 Racing da  FACENS (Faculdade de Engenharia de Sorocaba); em 4º a Formula UFSM (federal de Santa Catarina) e em 5º também a EESC USP  (trocaram colocações com a de 2017)

NUMERO RECORDE DE INSCRITOS – 4 FACULDADES ESTRANGEIRAS

A Fórmula SAE BRASIL – PETROBRAS esse ano teve número recorde de inscritos esse ano. Foram 72 equipes inscritas com projetos de carros de alto desempenho de 11 Estados e o DF. 68 brasileiras  e 4 estrangeiras (Colômbia, Peru, Venezuela e México). Sendo 54 carros movidos à combustão e 18 de propulsão elétrica, projetados e construídos por estudantes de engenharia.  As equipes passam por inspeção técnica (frenagem, ruído e inclinação) e design (custo, projeto e negócios), feitas por juízes, engenheiros da indústria automobilística, e no domingo disputam o Enduro em pista com obstáculos.

Aquelas que obtiverem a melhor pontuação na soma geral das provas na competição brasileira poderão representar o Brasil na competição mundial, nos Estados Unidos, em 2019, realizada pela SAE International. A vencedora na categoria Combustão poderá disputar a Fórmula SAE Michigan (de 8 a 11 de maio), enquanto a campeã da categoria Elétrica e a vice-campeã da Combustão poderão participar da Fórmula SAE Lincoln (de 19 a 22 de junho).

Vindas de 11 Estados e Distrito Federal as equipes brasileiras representam 57 instituições de ensino superior e concorrerão nas categorias Combustão e Elétrica. As quatro estrangeiras disputam na categoria Combustão. São Paulo lidera em volume de inscrições com 20 equipes, seguido por Minas Gerais com 14, Paraná com sete, Rio de Janeiro com seis e Santa Catarina com cinco. Rio Grande do Sul, Paraíba e Distrito Federal contarão com três cada um, e Bahia com duas equipes. Maranhão, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul terão uma equipe cada, assim como as equipes estrangeiras – México, Colômbia, Venezuela e Peru.

Carros – Os carros Fórmula SAE a combustão têm motores de quatro tempos e capacidade volumétrica máxima de 710 cm³. Já os elétricos são alimentados a partir de baterias de até 300 volts, com autonomia de pelo menos 22 km e potência para alcançar velocidade superior a 100 km/h e aceleração de 0 a 100 km/h em menos de 3.7s. Na competição, a recarga das baterias é realizada em carga lenta, numa área com alto nível de segurança, em tomada especial de 220 volts trifásica.

História – Os carros Fórmula SAE surgiram nos Estados Unidos, em 1981. Além do Brasil e dos Estados Unidos, as competições de veículos a combustão são realizadas na Alemanha, Austrália, Áustria, Espanha, Hungria, Inglaterra, Itália e Japão.

O Brasil ingressou no circuito em 2004, com o objetivo de fomentar nos estudantes de graduação e pós-graduação de engenharia a especialização técnica em veículos de alto desempenho, de acordo com as regras definidas pela SAE International. O Brasil integrou o grupo Top Ten duas vezes na disputada competição da categoria nos Estados Unidos.

As competições de veículos na categoria elétrica são realizadas na Alemanha, Austrália, Inglaterra e Itália, além do Brasil e Estados Unidos. O Brasil ingressou nessa categoria da prova em 2012, com o objetivo de ampliar o conhecimento técnico na área de motores 100% elétricos das novas gerações de engenheiros, responsáveis pelas tendências da engenharia. Na categoria, o Brasil é bicampeão nos Estados Unidos.

“Os programas estudantis da SAE BRASIL motivam os jovens à carreira de engenharia e lançam desafios muito além do conhecimento acadêmico adquirido na sala de aula”, analisa Mauro Correia, presidente da SAE BRASIL.

(foto André Mafei – divulgação E Racing)

f3e886dc-b879-4447-920b-2aa350244eff

acd121d7-7d7b-4da1-b4dd-0983db65e08d

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s