Arte&Cultura

REGISTROS ORIGINAIS DO BOI FALÔ – 8 – Orpheu Leonardi – 1989)

O oitavo  registro é do falecido alfaiate  e ex subprefeito de Barão Orpheu Leonardi em entrevista a jornalista Bernardete Druzian , do Diário do Povo em 9 de abril de 1989 ou seja, há exatos 30 anos.

Nessa reportagem – que é sobre Barão de uma forma em geral – com entrevista principal com o subprefeito que recém assumia , o professor  José Suassuna. Mas Orpheu foi entrevistado porque  assumiu o posto do irmão  de maior colecionador de fatos e dados históricos de Barão, seu Hélio.

Mas seu Orpheu é um dos antigos de Barão que – talvez por vergonha – tiraram o caráter religioso do mito do boi para – NOVAMENTE –  tentar transforma-la em fato real: isto é, uma negativa de trabalho de um “preguiçoso”. ( outros antigos como Antônio Moda e Zulmiro Fernandes também contam essa versão )

Aqui seu Orpheu repete a versão nova, já com o escravo “Toninho” (popularizado pela Festa do Boi Falô 1 ano antes , realizada pelo seu cunhado Atílio Vicentin), contada porém de forma bastante resumida Mas novamente NÂO EXISTE O ANO DE 1888  introduzido por Gilberto Antoniolli e Atilio.

Segundo ele   “Numa sexta feira santa, o capataz da Fazenda Santa Genebra mandou o escravo Toninho tocar o boi. O empregado, com preguiça de executar o serviço, voltou ao capataz dizendo que em dia santo não se trabalha e que quem lhe disse isso foi o boi.

Segundo a repórter, “Leonardi salienta que muita gente ainda acredita nessa história , nada mais que um folclore, é verdadeira”

No entanto , essa é uma nova forma de acreditar que o fato realmente aconteceu: isto é, o escravo mentiu para não trabalhar ! E aí, cadê o compromisso moral de respeito pelo dia da morte de Cristo? que é o principal tema e assunto do boi falo???

Além disso, sabemos que tanto os donos das duas grandes fazendas seguiam a risco as regras católicas, e nem precisavam impô-las  a seus escravos e empregados.

Seu Orpheu reafirma, portanto, a versão “envergonhada” da origem rural da lenda, ao dizer que “os antigos acreditavam que era um fato verídico” mas que na realidade “foi só um escravo preguiçoso” que inventou a historia pra não trabalhar. O que tira toda a beleza e a educação moral que toda lenda e toda tradição deve carregar

Warney Smth Silva

 

orpheu 1989

Veja a declaração de seu Orpheu:

orfeu 1989

img472

Orpheu Leonardi e seu “Museu” de anotações e arquivos históricos de Barão

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s