Arte&Cultura

Rotary homenageou “Mulheres de Destaque” que melhoram Barão

Nesta segunda, dia 9, o Rotary Clube  fez uma bela  homenagem ás mulheres de Barão Geraldo. Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o Rotary decidiu homenagear as “Mulheres de Destaque” na comunidade baronense. E que  – além do trabalho, se tornaram empreendedoras sociais dedicando parte de seu tempo em causas solidárias para crianças jovens e adultos.

As homenageadas foram  a já popular dona Cida , fundadora da ong Pró Menor   dona Conceição, também do grupo dos Vicentinos e da Pró Menor  e a empresária  Silvia Gomes Rocha com seu brechó e ações solidárias.

Pela  sistematica do  Rotary , uma pessoa é  escolhida para pesquisar, apresentar  e falar sobre os homenageados  E para falar sobre as duas  homenageadas da Pró Menor dona Cida e Conceição foi a rotariana Edi Argerich.

Maria Aparecida da Silva, ou dona Cida tem 82 anos , nascida em Boa Esperança Minas Gerais , é a principal fundadora da ONG Sociedade Pró Menor em 24 de agosto de 1981 para tirar as crianças que ficavam nas ruas de Barão após as aulas , com atividades esportivas, ludicas e criativas. Além disso fundou a Unidade dos Vicentinos da conferência São Francisco de Sales em Barão  e presidente da Associação dos moradores do bairro Jardim América. Segundo  Edi sua admiração por dona Cida foi através de sua filha que  é enfermeira no posto de saude e através dela conheceu essa “princesa”.

Edi também apresentou a  homenagem à Conceição Aparecida de Sales de 70 anos de idade e com quem ela trabalha no bazar da Pró menor. Dona Conceição começou como voluntária também na Pró Menor desde sua fundação, junto com dona Cida.
Também trabalhou como voluntária na Pastoral da Saúde da Unicamp e Coordenadora voluntaria do grupo dos Vicentinos  na matriz de Santa Isabel por mais de 50 anos e ainda continua sendo voluntária.

“SOU BARONENSE, NÃO CAMPINEIRA”

Dona Cida iniciou  fazendo questão de dizer que  morava em Barão  ha 48  anos e que era “baronense”. Não sou campineira não”. Ela contou que  começou em Boa esperança onde cuidava de 15 crianças “de rua” que não eram aceitas na escola por indisciplina e , junto com outras pessoas  criou um espaço chamado “patronato” que as aceitava. E junto com um inspetor fundaram uma escola Granja dos Pequenos” e que hoje se tornou uma escola.  Dona Cida  Informou também que se aperfeiçoou em Viçosa e que  em 1972 ela e seu marido tiveram que se mudar pra Campinas. E começou trabalhando na escola do Guará,  Dulce Bento Nascimento por  8 anos ate 1980. Após um tempo parada tornou-se  presidente da Associação dos Moradores do Jardim América e em 1992 procurou o prefeito  Magalhães Teixeira e propôs o trabalho com as crianças de  rua E ele concordou

E em 1983 ela conseguiu o  espaço e a verba  que precisava para a Pró Menor , onde  fez a escolinha  e o campo de futebol “pegando um pedaço da praça”. Como era presidente da Associação do Bairro  ajuda de moradores e até de moradores de rua que fizeram  valetas para iniciar a construção de um barracão para as crianças e aos poucos conseguiram.  E com o trabalho “foi chegando cada vez mais gente” todos moradores de Barão Geraldo.  Muitas  mulheres  ajudando “Tinha até mulher rica da cidade Universitária tirando piolho da cabeça de crianças”. E com uma maior quantidade de pessoas resolveram fazer uma diretoria.

D. Cida conta que no começo enfrentou muitos  preconceitos mas  mesmo assim  continuaram o trabalho “Hoje são mais de 90 crianças e  se eu soubesse  teria tirado mais um pedaço daquela praça” – brincou ela.

Mas ela contou que depois que teve um AVC teve que se aposentar  “hoje não posso fazer nada” Disse que  já recebeu muitas homenagens e que sempre fica muito lisonjeada e agradecida  cada vez que recebe uma.

Dona Conceição Sales  também afirmou que estava muito agradecida de estar ali  Contou que   no começo da Pro Menor  – d Cida  inclusive – as voluntarias iam de porta em porta chamando as pessoas para participarem seja como voluntários, seja com apoio financeiro. E lembrou que tanto com os Vicentinos  – onde trabalhou  como voluntária por 50 anos – como com o pessoal da Saúde da Unicamp ” todas as pessoas  que me chamarem para ajudar , seja no bairro, todos os dias, seja quem for  eu tenho o prazer de fazer pra tudo o que eles precisam. “O dia que eu não faço nada para as pessoas  eu me sinto mal . To sempre fazendo alguma coisinha. mesmo que seja uma conta de água mas graças a Deus

Beleza a preços  baixos  – e em prol de quem precisa

A terceira homenageada como “Mulher de Destaque” pelo  Rotary foi apresentada por Marisa Chináglia. Trata-se da professora e hoje comerciante Sílvia Gomes da Rocha, que trabalha com  seu  belíssimo brecho “Silvia Roc Brechó e Outlet que fica na rua Vitorino Antunes, 08, na Vila Ninoca  (rua  da Casa da Moqueca) onde  ela consegue oferecer ótimas e belas peças por um preço muito baixo. “Meu brechó é muito diferenciado de todos os outros de Barão pois eu lavo, passo tudo e agora também costuro. E também tenho uma sala que é Outlet, peças novas com e sem grife” É uma loja bem completa, também tenho roupas infantis e masculinas.

A importância da loja está justamente em oferecer beleza em roupas e acessórios com qualidade e a preços baixos sobretudo para outras mulheres de Barão. Muitas  com pouco tempo e dinheiro para ir procurar em shoppings e lojas de grife. O brecho e outlet da Sivia Roc fica perto da Casa Da Moqueca.

Silvia, que é de Araçatuba e tem 51 anos,  é professora de Inglês  e Educação Física . Foi professora de Educação Física no Colégio Bento Quirino até 2017  e professora particular de inglês até 2018  Mas  mantém e desenvolve seu brecho desde Julho de 2014

Mas além disso  Silvia também atua apoiando algumas entidades de apoio social como os  Anjos do Amor (que entrega marmitex no Centro de Campinas a cada 15 dias) e já realizou vários  bazares beneficientes para outras entidades de apoio, e também é protetora de pets  e apoia a causa. “Eu também amo as causas de cachorros resgatados, tenho 5 cãezinhos. Mas não estou ligada a nenhuma ong, simplesmente resgato ou apadrinho.”

AÇÕES EM PROL DOS INTERCÂMBIOS

Nessa reunião do dia 9 o Rotary também informou sobre algumas ações  em prol de sua política  de intercâmbios internacionais de jovens estudantes. No  próximo sábado, 14, o grupo Rotaract Convivência de Campinas  irá realizar uma ação publicitária com uma banca junto  à Feira Hippie do Centro de Convivência para falar sobre o Programa Universitário Rotário do clube através de seus sub-grupos (Interact, Rotaract e Rotary) , quando na ocasião o  Rotaract irá distribuir  mudas de plantas aos visitantes.

2e208555-2a36-471a-a408-7232be12e253

14cbb944-3695-4f59-b6d4-98f7bc8394ef

7de82aaa-975a-4859-8f64-363e9b81eff0

fotos de Astrid Avi

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s