Ambientalismo

Kaize prioriza zeladoria e prevenção para a estação das chuvas em Barão

O atual subprefeito Osvaldo Kaize que assumiu na semana passada declarou que nesses 3 meses que restam da gestão – e mesmo com as limitações de mão de obra impostas pela pandemia – ele vai focar nas principais funções da subprefeitura que é a zeladoria básica do distrito, limpeza e preparação para a estação das chuvas , além cuidar da conservação asfáltica e mapear necessidades de iluminação e outras que caibam à subprefeitura. Ele declarou que não só acha como tem certeza, que a conservação asfáltica das ruas de Barão melhorou muito nos ultimos dois anos.

Se olharmos para Barão há 2 anos atrás , do ponto de vista da situação das ruas, conservação de asfalto, aqui melhorou muito. Mas muito. E tenho certeza disso. É a situação ideal ? Não mas ela ja esteve pior. Com certeza sim” – declarou.

De formação, Kaize é jornalista, gestor ambiental e pós graduando em educação ambiental. Nascido em São Paulo onde vivia e sofria os problemas de grande cidade, mora ha 36 anos em Barão. Ele faz parte do Partido Verde e já foi candidato a Prefeito de Campinas pelo partido em 1988, diz que tem como prioridades a detecção de pontos de tapa buraco, de falta de iluminação, de refazer sinalização de solo, a limpeza de praças, poda de árvores, extração de árvores mortas, e tudo relativo à boa conservação das ruas e pontos que as pessoas usam coletivamente.

Ele lembrou que a partir de março de 2020 Barão perdeu um contingente de mão de obra dos “reeducandos” (os presidiários que faziam os serviços de limpeza e conservação, sob vigilância). que era um pessoal extremamente necessário no serviço de limpeza não esta mais disponível. E isso comprometeu bastante esse aspecto da zeladoria. E mesmo a prefeitura e as empresas contratadas adotaram protocolos rígidos de segurança , que também reduz muito. Mas anunciou que já estão chegando mais duas equipes de mão de obra da Secretaria de Serviços Públicos, para compensar a perda dos que foram suspensos com o início da pandemia de Covid.

Eu tenho uma preocupação muito grande com a temporada de chuvas que está chegando. que além das chuvas, traz vento e árvores caindo, galhos batendo em fio E estou tendo um olhar especial para as bocas de lobo, meios de escoamento de água pluvial (das chuvas) estarem preparados. Então estamos trabalhando junto com a Defesa Civil na detecção e prevenção de queda de árvores e pontos de alagamento, para prevenir acidentes” – disse o subprefeito.

Um problema específico que ele citou é o escoamento do rio das Pedras por baixo da estrada da Rhodia, em frente ao Barão do Café. Kaise disse que já existe um projeto pronto pra resolver esse problema, segurando o material nas passagens anteriores, e não vai demorar a ser implementado”

Então o subprefeito disse que, durante esse tempo de pandemia, continuou sendo feito um trabalho gradual e planejado das operações de tapa buraco, de recuperação da sinalização de solo, de placas, da manutenção e limpeza de praças, podas de árvores “Isso esta sendo feito dentro de um planejamento para atender a todas as reclamações e pedidos na medida do possível que temos

Mas que nas ruas e vias e áreas de maior circulação do distrito – usados por 80% da população há uma prioridade e olhar especial de manutenção justamente por serem mais usadas por maior numero de pessoas. E citou como exemplo a Avenida 1 (Romeu Tórtima) que foi toda limpa e tratada nos últimos dias “Agora o pessoal ta na avenida 2 cuidando das podas preventivas, limpando, preparando, extraindo árvores perigosas, etc”

Ele diz que existe uma demanda muito grande para retirar árvores de frente de casa, mas que não estão mortas E que por isso a Prefeitura não pode realizar a extração.

PEDIDOS PARA MELHORIA DA ILUMINAÇÃO

Outra questão que Kaize disse que está sendo tratada é a melhoria da iluminação pública em Barão , que reflete em mais segurança. Ele disse que vem conversando com o secretário Paulella , identificando pontos que precisa novos ou mais postes E um dos pontos que ele identificou que precisa de novos postes, fica na região do Atibaia, na divisa com Jaguariúna, no final do Village, Vale das Garças. “Temos ali de 8 a 10 novos pontos de iluminação. Tô correndo atrás disso e acho que vai melhorar vai bastante lá ”

Ele considera que esses cuidados com as praças – limpeza, manutenção, iluminação – é muito necessária porque tem um reflexo imediato na segurança pública, da prevenção contra criadouro de insetos (como do mosquito da dengue, escorpiões etc) e também da saude fisica e mental das pessoas.

LUTA CONTRA A DENGUE

Sobre o combate aos criadouros de mosquito Kaize acha que houve um trabalho fantástico que reduziu muito o numero de casos de Dengue pois foi feito um trabalho muito grande de limpeza, de fumacê, e diminuiu muito os casos e disse que não viu nenhuma divulgação pela mídia (inclusive o jornal) desse trabalho “excelente” feito pela prefeitura. Sobretudo em Barão

REESTRUTURAÇÃO DO SISTEMA VIÁRIO DE BARÃO GERALDO

Osvaldo Kaize diz que já existe um projeto para melhorar o sistema viário de Barão com várias ações para facilitar a mobilidade de Barão como um todo. Incluindo as ciclovias Segundo ele é necessário rever o sistema viário do distrito. Ver qual a melhor alternativa de vias para o um melhor sistema viário que atenda as populações local e a “flutuante”. “E além disso como Barão esta sempre crescendo os problemas também tendem a aumentar.” Para a execução de projetos, (como esse do Projeto Viário, ciclovia, etc) , segundo ele, cabe à Subprefeitura localizar esses pontos mais necessários, ouvir a população sobre o que pensa das propostas e leva-las para a Secretaria de Serviços Públicos que vê a viabilidade discutindo com as outras Secretarias (do Verde, Planejamento, Urbanismo e todas que estão envolvidas, para ver qual o papel de cada uma no planejamento e na execução das reivindicações da sociedade.

Além disso, segundo ele, todos os projetos que já existiam a partir de alguma secretaria eles continuam em andamento e a medida que são contratados serão implementados Como por exemplo a ligação da rua Agostinho Páttaro com a Francisco de Barros Filho ( e talvez com a Ângelo Vicentin também ) para desafogar o trânsito no centro Esse projeto ficou um um tempo nas Secretarias para que fossem aprimorados. E é um ponto do Projeto de Reestruturação do Sistema viário.

VAI TER POUPATEMPO EM BARÃO

Outra coisa que Kaize informou é que ja foi aprovado a instalação de uma sede do Poupatempo que funcionará junto ao Agiliza. Segundo ele o projeto já e todos os convênios já estão sendo encaminhados para fazer o Poupatempo em Barão , Porém ele não sabe se estará pronto antes do final da gestão de Jonas. Talvez só seja implantado em janeiro. “É uma facilidade a mais ne?”

AMPLIAÇÃO DO CIMCAMP

Kaize lembrou também que Barão está incluído no projeto da vigilância do CIMCAMP (as câmeras de monitoramento em toda a cidade operadas pelo IMA e a Guarda Municipal) sendo uma ferramenta para dar conta no monitoramento das demandas de Barão pela Guarda Municipal. “Estive com o comandante Frizarin para discutir com ele como vai ser melhorado esse projeto de complementação do CIMCAMP para prevenir e combater os “pancadões” que voltaram a acontecer em Barão”

o atual subprefeito Osvaldo Kaize

OUTRAS QUESTÕES

Atender as demandas não é so pelo 156 Ele é importante pra se saber de onde vem as demandas, Mas também pelo telefone da subprefeitura, e pelo atendimento presencial quando a pessoas vem. E ate mesmo pelos funcionarios Mas o 156 impoe a obrigação de dar uma resposta E a subprefeitura tem a obrigação de atender o 156 Ela se obriga a dar o retorno Foi criado pra isso Mas além dessas tem as questões de emergência que independem de 156 e planejamento como queda de árvores, estouro de cano. que ocorre no dia a dia de qualquer cidade

Mais autonomia para a Subprefeitura

Segundo Osvaldo não é possivel uma autonomia das subprefeituras e AR´s devido ao papel delas no contexto da administração da cidade como um todo. A Subprefeitura tem o papel de representar a Prefeitura e cuidar da parte de zeladoria, conservação, limpeza etc. como ele disse

Kaise diz que conhece bem as reivindicações e questões de Barão e que acompanhou bastante as discussões Como a mudança do projeto viário de Barão

SOBRE A CICLOVIA

Sobre as ciclovias diz que é necessário uma “mudança de cultura” O uso de bicicleta ainda nao faz parte do dia a dia de nossa cultura, como efetivamente um meio de transporte. Para muitos é um meio de transporte e para outras apenas como lazer.

“As cidades não foram planejadas com essa cultura e preocupação de haver a alternativa ciclovia, antes da construção de avenidas, ruas e estradas como nós queríamos, infelizmente como eu acho que deveria . È i importante que elas existam para que depois possa se tornar efetivamente uma opção E no caso o que se precisa analisar dentro do que existe e o que precisa ser feito para atender as necessidades que são diferentes em cada região

Segundo Kaize, Barão Geraldo deu um primeiro passo com a ciclovia. Diz que pde não ser o melhor mas é um passo importante. Mas a implantação efetiva do sistema em toda a cidade é um processo Apenas começou mas vai continuar sendo implantado ao longo dos anos . “Campinas nunca teve um projeto cicloviário como teve isso nos últimos 8 anos . Isso posso garantir . O estudo de viabilidade, implantação. A maioria delas foram construidas com TAC´s “Termos de Ajuste de Conduta” ou de “compensação) se ser com dinheiro tirado do caixa da prefeitura”

Para fazer obras como essas, exige um esforço de análise e visão de condições geradas como: 1º Onde é mais necessário 2º Qual a finalidade maior? 3º Quantas pessoas serão atendidas? 4º Quanto custa esse projeto? 5º Quais os TAC´s possiveis para implementar “Então é uma questão de oportunidade . Você tem a oportunidade de direcionar esses recursos pra isso então você tem que aproveitar E tendo o ponto de vista sempre o projeto de continuação . Viabilidade do ponto de vista publico. O que as pessoas veem como necessárias antes de se tornar urgente E ai você vai tentando atender o maior numero possível de pessoas. Posso garantir que nesses 8 anos Campinas foi um exemplo na implantação de ciclovias.

VILLAGE

Sobre o Village, onde morou por 8 anos na decada de 90, Kaize diz que se trata de uma situação geográfica que requer cuidados especiais “É uma área de proteção . Não da pra asfaltar o Village. Qual a solução melhor para todos? Como vai resolver o problema da drenagem de águas pluviais ? “O solo do Village tem uma condição diferenciada. Tem todo um conjunto de situações que precisa ser estudada cada um Que tipo de pavimentação que vai ter Porque tem muita gente no Village que não quer que asfalte Eu morei la, fiz parte da Associação e sei que tem gente que vai morar la justamente porque não é asfaltada. É uma opção. Eu respeito a opção de todos. Temos que ver qual é a opção da maioria, respeitando a minoria tambem.

“A população de Barão Geraldo pode ficar tranquila porque tenho o compromisso de fazer tudo o que for possível Eu moro em Barão, amo Barão, ja moro aqui ha 36 anos Gosto muito e é por aqui que vou ficar. Fui comerciante aqui por muito tempo e quando tinha problemas conversarva com meus parceiros comerciantes como implementar os anseios da população vai muito da organização das pessoas também O poder publico anda tambem na velocidade de cobrança da população Em todo lugar do mundo é assim não e so em Barão . Então se não se organizarem para cobrar , é provável que as necessidades não sejam atendidas” – declarou

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s