Bairros

IMA abre concorrência para Pólo Tecnológico na D. Pedro

A IMA (Informática de Municípios Associados) publicou no DOM (Diário Oficinal do Município) desta terça-feira (20) o edital de chamamento público 01/2020 para a celebração de parceria para a implantação do Parque Tecnológico Municipal de Campinas. O empreendimento será estabelecido na área que passou a ser propriedade da IMA a partir da incorporação da CIATEC (Companhia de Desenvolvimento do Polo de Alta Tecnologia de Campinas), em 2019. Ao todo, o terreno soma mais de 300 mil metros quadrados e está localizado na Rodovia Dom Pedro I, próximo à Rodovia Anhanguera.

O edital prevê a seleção de uma instituição que, juntamente com a IMA, participará do desenvolvimento de ações sistemáticas e estruturadas no ambiente de Tecnologia da Informação, Cidades Inteligentes, Transformação Digital, Inteligência Artificial e Internet das Coisas – IoT, além de realizar estudos de concepção, autossustentabilidade financeira e apoio à implantação e operação do Parque Tecnológico. “A IMA está no comando desse projeto, que vai contribuir para que Campinas continue a se destacar no cenário nacional como centro de inovação e tecnologia”, avaliou o presidente da IMA, Fernando Garnero.

Diferentemente de outros parques tecnológicos públicos, o empreendimento projetado pela IMA não prevê repasses de recursos públicos para a empresa vencedora do chamamento. “É uma modelagem inovadora, diferente de qualquer outro Parque Tecnológico Municipal, que receba verbas do município. Vamos trabalhar com uma parceria público-privada”, explicou o gerente de Inovação e Tecnologia da IMA, Isbarroberto Gonçalves Filho. “A ideia é que o Parque Tecnológico atue como uma espécie de HUB de inovação e seja considerado uma referência em catalisar empresas com demandas tecnológicas às empresas que possuem essas soluções e, diante dessa sinergia, essas empresas passem a subsidiar os recursos para custeio da gestão do Parque”.

A empresa escolhida no chamamento público participará da criação de uma Associação Civil sem fins lucrativos que se tornará a entidade gestora do novo Parque. “A empresa que vai trabalhar conosco terá uma natureza de desenvolvimento tecnológico e inovação. A renda obtida através dos recursos das subsidiárias será também investida em laboratórios e treinamentos, para junto com as aceleradoras, incubadoras, investidores e outras organizações do ecossistema de inovação, fazerem a mentoria das demandas e aplicações dessas tecnologias que estarão à disposição no Parque Tecnológico”, afirmou o gerente.

O prazo previsto para o chamamento público se encerra no dia 11 de novembro de 2020. As instituições que participarem da seleção deverão apresentar um Plano de Trabalho, que conterá, entre outros pontos, as metas a serem atingidas, as etapas ou fases de execução e um plano de aplicação dos recursos financeiros.

As empresas concorrentes serão pontuadas conforme a comprovação de capacidade na execução de programas de incubação e de aceleração de startups, de empreendedorismo e de atração de empresas, centros de pesquisa e desenvolvimento, além da experiência na gestão de parques tecnológicos e centros de pesquisa. A previsão é que a parceria tenha duração de 36 meses.

O edital completo do chamamento público está disponível no site da IMA, em www.ima.sp.gov.br, na aba Licitações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s