Ambientalismo

Terrazan quer planejamento, preservação e Conselho Distrital

O ex vereador e candidato Valdir Terrazan coloca como principais prioridades para Barão Geraldo a retomada do Planejamento Urbano ,a garantia da preservação ambiental e da qualidade de vida no distrito e o fortalecimento das Associações de Moradores. Como principais propostas ele coloca a necessidade de revisão do Plano Local de Gestão Urbana (que precisa ser feito com a participação dos moradores de todos os bairros ) e a resolução de vários problemas de tráfego. trânsito do distrito. Também diz que irá lutar para um segundo Ecoponto na região da Tozan-Village. “A gente tem que pensar a cidade pra 100 anos .

Valdir tem a seu favor a grande experiência e conhecimento de Barão Geraldo por já ter sido vereador , subprefeito e secretário de serviços públicos e de ter sido o vereador que mais indicou e solicitou obras em Barão Geraldo (497 indicações, conforme o site da Câmara). Além de ter participado da elaboração do Plano de 1996 (ainda em vigor, porém defasado) Valdir participou ativamente de vários governos , geralmente na oposição. Além disso trabalha no DER (Departamento de Estradas de Rodagem) que lhe proporciona conhecer bem a parte viária de Campinas.

Ex secretários de serviços públicos, vereador por duas gestões Valdir participou de 2 comissões processantes: a de Hélio Oliveira Santos e a de seu vice, empossado, Demétrio Villagra em 2011. Na primeiro mandato criou as CPI´s da 13 de Maio e do Lixo. E foi subprefeito de Barão na primeira gestão de Jonas

Na sua lista de obras quando subprefeito consta :

  • a ampliação da Avenida Modesto Fernandes até a Av Albino (passagem ao lado do Itau) que segundo ele estava ha 5 anos parada.
  • A criação e implantação do Agiliza em Barão em 2012 (uma espécie de “poupatempo” municipal que depois serviu de modelo para as unidades de Sousas, Pe. Anchieta, Campo Grande e Ouro Verde.
  • a criação do Ecoponto de Barão no terreno da DER
  • a instalação da Base da Guarda Municipal (na antiga sede da Kleber) em caráter provisório mas que precisava ainda de adaptações.
  • Todo o processo de reconstrução da Ponte da Rhodia – que começou com ele como subprefeito e quase conseguiu como Secretario de Paulínia. O que só foi paralisado devido ao processo contra Dixon. Mas que continuou depois, com o atual prefeito, inclusive com sua influencia politica
  • e vários outros serviços

Para Valdir temos demanda represada hoje em Barão devido à falta de compromisso de todas as administrações anteriores. “Mas eu conversei com o Rafa que veio na inauguração de meu comitê e falei que temos falta de asfaltamento em 5 bairros que tem um dos maiores IPTU do município (Bosque, Solar , Village , Vale e Vila São João e uma rua do Real Parque que que sequer tem pavimento. E que tem um dos IPTU mais caros do município. Isso é inadmissível!.

Sobre o desprezo do governo de Jonas por Barão segundo Terrazan já começa desde o governo de Chico Amaral nos anos 1990 passando pelos governos de Izalene, Hélio , e Pedro. “O desprezo por Barão não é uma prerrogativa desse governo. Mas de todos os governos que sucederam o de Magalhães Teixeira que possibilitou o feitio do Plano Local de Gestão Urbana (terminado em 1996) a saída para a PUCC e várias outras obras. Chico não fez nada, Izalene muito menos, o Hélio tentou acabar com a CIATEC mas nós conseguimos reverter

Novo “Plano Local de Gestão Urbana” e prioridade ao planejamento

Valdir diz que essa é sua primeira prioridade:

Minha primeira  bandeira é a defesa e revisão do Plano Local de Gestão Urbana visando planejamento e qualidade de  vida. Disso  não abro mão Isso é prioridade 1. E para isso seria necessário um convênio com a PUCC e Unicamp e total participação dos moradores

– Segundo Valdir Terrazan o Plano Local de Gestão Urbana aprovado em 1996 foi implementado no principal “Barão é o que é hoje em função dele , definindo os centros comerciais de bairros e hoje cada uma das regiões tem seu centro comercial. Um na região da Mata. outro no Jd AMérica, Sta Isabel, Guara, Village cada um tem um centrinho comercial e a Cidade Universitária escolheu ter apenas nas avenidas

-“Mas esse Plano precisa ser revisado  com as entidades de bairro. Disso vai se desdobrar em questão viária, nas nossas matas que foram depredadas pelo fogo

Nós em Barão precisamos restabelecer aquele espírito que tínhamos nos anos 1990 que independente das divergências nos uníamos se agregava em prol de bem comuns que era o “planejamento urbano” e preservação ambiental . As pessoas tinham se divergências mas se uniam reivindicações e enfrentamentos ” – disse Terrazan.

2) Fortalecer  as Associações  de Moradores e recriar o Conselho  Distrital

Outra das questões que Valdir defende é a necessidade de se fortalecer novamente as associações de bairro ” Hoje oque temos são apenas as associações que existem nos bairros em função da segurança publica (vizinhança solidária) Mas precisamos resgatar um canal representativos de todos os bairros e regiões de Barão que possa interagir com o poder publico

Há 8 anos que não temos vereador em Barão. Ser vereador de Barão não é só aparecer na campanha e tem votos na cidade toda. Mas ter um escritório local aberto como eu tive

3) Criar um segundo “Ecoponto” em Barão na região do Village

Conforme Terrazan uma das suas propostas é conseguir um segundo Ecoponto em Barão na região do Village , onde há grande descarte irregular de lixo e entulho que precisa ser combatido.

– questão do Recanto dos Pássaros   e Piracambaia

Para Valdir esses loteamentos ocorreram porque o poder publico  foi omisso, No caso do Piracambaia por exemplo as pessoas compraram de boa fé . Mas o poder publico foi omisso e agora o Ministério Publico e orgãos oficiais estão cobrando. Para ele, a solução não pode ser “tirar as pessoas e deixar ao deus dará”. E nem pagar parte do aluguel “Isso não é solução. A solução é fazer um planejamento para nova moradia através da COHAB e tem que ser feita na mesma região porque as pessoas tem raízes no local , famílias etc e terão de mudar toda as suas raízes etc. A COHAB tem que dar uma opção condizente próximo ao local E temos áreas aqui inclusive pra baixa renda.”

O que tem que fazer o poder público é o que a lei preconiza   As áreas são improprias pra moradia pois as pessoas estão em risco. Mas o que não concordo e a transferência para outro extremo da cidade  como foi o caso do Recanto dos Pássaros. Essa  não e a melhor solução!

Posto de Saúde  ou UBS na região da Mata 

Valdir disse que quando esteve na Prefeitura ele tentou conseguir tanto dotação orcamentária e local e nao conseguiu. Mas que se for eleito vai “batalhar por isso”

Então hoje para conseguir é preciso primeiro trabalhar para ter dotação orçamentaria  no orçamento para o ano seguinte (2022) . E em segundo lugar precisa ter área. “Houve abertura de vários loteamentos e não se previu uma área para isso. Existe um terreno ao lado da padaria que é da SANASA, que seria destinado para fazer um reservatório. mas é necessário a intervenção do prefeito, se a SANASA vai construir o reservatório etc Então se conseguirmos isso com certeza o Posto ou UBS sai“.

– Pontilhão – só com as marginais

– Valdir diz que , se eleito, pode conseguir via prefeito a antecipação das obras das marginais da Zeferino pela Rota. Ele disse que também já questionou a Rota sobre as obras. Pois é interesse também da rodovia “Se o congestionamento é para os moradores dos bairros la e para quem vai para lá, por outro lado o engarrafamento e as filas também acabam atrapalhando também a rodovia

– Seria até possível uma solução independente da Rota que seria proibir conversões para a esquerda em todos os sentidos, porque é o mais perigoso. As pessoas teriam que entrar à direita, sempre, e fazer o retorno. Mas ainda não há um retorno feito na parte de cima da rua Eduardo e nem na rodovia nos dois sentidos . E é isso que impede a solução

Semáforo é proibido debaixo de rodovias .

Segundo Valdir um semáforo ali é inviável pois o CBT Codigo Brasileiro de Trânsito não permite que se coloque semáforo em cruzamentos embaixo de viadutos. Além disso a parte embaixo ao pontilhão é área de jurisdição da rodovia

– Por isso a melhor solução seria com a construção de marginais pela Rota que ja tem projeto e ja foi pedida autorização da ARTESP. E isso vai passar por desapropriações e negociações. Segundo ele a Rota diz que em 2021  não tem previsão para tais obras. Apenas ha previsão para início das obras em 2022.

Eu posso me comprometer  pra fazer de tudo pra antecipar isso via prefeito Porque contratualmente a Rota já está atrasada E assim articulando nos temos como adiantar isso como foi feito aqui no complexo da entrada de Barão em que eu participei como Secretário

Passagens de animais

– Ja há uma obrigação contratual da Rota de construir uma passagem de animais no antigo leito do “córrego da onça” onde ja houve muito atropelamento de animais e ate de pessoas ali . “Essas obrigações da Rota das  Bandeiras eu vou cobrar implementar” Segundo Valdir , se eleito é ele que vai buscar informações, vai atrás do prefeito. “Isso é prerrogativa do vereador  sim de  assumir essas responsabilidades e é uma das metas que iremos perseguir ao longo dos anos“.

Nova base da Guarda Municipal em Barão

Devido a má gestão que obrigou o fechamento da base da Guarda Municipal em Barão Valdir disse que uma das coisas que vai lutar é a volta da base em Barão Mas com todas as adaptações necessárias é claro. Terrazan disse que houve negligência da Administração e da Secretaria de Serviços Publicos em realizar as obras de adaptação e melhoria da sede da Guarda e por isso o Sindicato dos Servidores Municipais entrou no Ministério Publico exigindo o fechamento de várias bases da Guarda. “Aquela base da entrada de Barão é vergonhosa, insalubre e até desumano para manter a Guarda la. Se eu for eleito vamos lutar pra ter uma base digna

   Congestionamento no Fim do “tapetão”

Sobre o congestionamento constante  na Zeferino (“tapetão”) na chegada da Vila Nova   de manhã  e final da tarde, onde as pessoas ficam mais de meia hora pra atravessar a rua Theodureto de Camargo . Valdir disse que vai defender uma mudança porque a situação lá agora esta muito complicada e precisa ser resolvida:

A minha proposta  é tirar o cruzamento e fechar a Theodureto,  se fazendo retornos (gotas) em cada uma das pontas Ate que se consiga verba pra fazer um viaduto por cima da Zeferino. É minha prioridade perseguir isso. Já conversei com o Rafa e ele se comprometeu a resolver isso caso eleito.

Saída  da Região da Mata para D. Pedro

–  Quanto à proposta de ser feita uma saída entre o Parque CEASA e a rodovia D. Pedro I . Terrazan considera praticamente impossível . “Acho muito difícil de conseguir superar  a questão ambiental. Além de ter um fragmento da mata tem uma porção brejosa importante ali para o ecosistema local. Então dificilmente teria autorização do  ITESP (Instituto de Terras de S. P.) e do Governo do Estado“. Terrazan disse que ja foi recusado algumas vezes pedido a intenção do CEASA de ampliar para o fundo na mesma região.

Ruas entre o Anhumas (Guará)e o Atibaia (Vale)

– Sobre a questão das estradas entre a rua Bortolo Martins (Guará) e a região de Village/Vale /Piracambaia de um lado e Bosque das Palmeiras Valdir Terrazan disse que pra resolver teria que ampliar as ruas e isso envolveria desapropriação, que torna inviável devido ao custo superar o valor da obra e conversar com todos os “lindeiros” (proprietários na beira das ruas) e isso demoraria muito.

Então tudo isso também passa pela mudança no Planejamento Local de Gestão Urbana Mas ele diz que há alternativas: há uma entrada da Rodovia Campinas Mogi (próximo às torres de iluminação) que é de terra mas está iluminada e pode ser ligada à rua Gilberto Maximo Scolfaro

Outra alternativa é fortalecer o tráfego pela ponte da Cerâmica Gre (ponte após a ponte da Rhodia no Km 15) que já está sendo usada, embora muito pouco e liga a estrada da Rhodia com a av . Francisco Cândido Xavier que vai pro Village. “Mas pra isso precisa  ir la conversar com os proprietários lindeiros para alargar e preparar a passagem . O que resolve em termos micro

Valdir disse que tentou alargar a Estrada do Cafezinho solicitando a doação da testada de todos os proprietários , mas não conseguiu a doação de todos.

Estrada da Rhodia

Terrazan disse que mora na Estrada da Rhodia e enfrenta seus problemas todo dia E que a maioria das soluções precisa passar pela mudança do Planejamento Urbano. Segundo ele depois da inauguração da ponte ja aumentou muito o tráfego e vai aumentar muito mais apos voltar à normalidade da pandemia. Segundo ele, boa  parte da  Estrada é possível “duplicar (dividir no meio) sem ampliar dos lados. E

Mas pra isso o primeiro passo e transformar o Zoneamento da Estrada da Rhodia para comercial. (o que já tem em parte) E a medida que os comércios vão se estabelecendo vão deixando as áreas de recuo – todos tem que deixar área de recuos por lei – E aos poucos a prefeitura vai abrindo as novas pistas ao lado

Intervenção para entrada e saída de Betel (Desvio ou rotatória ao lado do Terras do Barão)

– No caso da primeira entrada / saída (a interligação da Avenida Honório Chiminazzo que vem de Betel com a Estrada da Rhodia, ao lado do Terras,) Valdir acha que o melhor seria fazer o mesmo  que  foi feito em frente ao condomínio Rio das Pedras : um desvio com ilha no meio e sinalização . Mas essa questão técnica quem deve decidir é a EMDEC

–  Segundo Terrazan o que precisa  sere feito é cobrar a implantação desse desvio da própria incorporadora do Terras de Barão que já está vendendo outro empreendimento na mesma rua e realizando outros. Pois conforme estipular as leis qualquer empreendimento é que fica obrigado a construir ou custear esse acesso E o que o poder publico pode fazer é exigir isso da empresa. Ele diz que pode como vereador procurar meios para resolver esse problema

No caso de solicitar melhorias e obras da Rota das Bandeiras como a construção dessas obras como corredores e passagens de pedestres e animais não é papel deles na Estrada da Rhodia Segundo ele, a Rota so faz manutenção da pista

– Bosque das  Palmeiras

já está praticamente todo vendido com IPTU alto e ainda nao tem asfalto . Segundo Valdir la ja está se perdendo todas as galerias pluviais e agora se não fizer o asfalto logo vai se perder também as guias e sarjetas “É inadmissível um bairro totalmente povoado como aquele com certa estrutura já não receber o pavimento!Não tem razão pra não ter. Isso tem que ser pra ja E a gente vai encampar isso ai

Village Campinas

Para Terrazan o Village é um bairro instalado ha decadas e que precisa  ser  atendido. Então apesar da falta de esgoto, uma das coisas que posso assumir como compromisso é de pavimentar  pelo menos a rua do ônibus. É essencial que tenha . Pavimento pode ser outra alternativa.

Segundo ele, o problema  dos calçamentos alternativos é que precisa  de manutenção. Todos eles precisam de manutenção. Já o asfalto precisa de muito menos manutenção. Mas tudo   precisa passar por projetos da parte técnica da Prefeitura.

Ciclovias  – também passa pelo Planejamento

Valdir diz que a ampliação das ciclovias também passa pela ervisão do Planejamento Urbano . Mas ele diz que pode se comprometer a solicitar a construção de ciclovias até a Mata Santa Genebra, até o Village e ate à Pucc. Mas para ele tem que ser ciclovia mesmo (não ciclofaixas, como foi feito na Parte 2) e fugir do grande trafego Epara isso precisa buscar verbas não só municipais pois existem verbas estaduais e federais pra isso

Segundo Valdir existem 2 tipos de ciclovia:  as de lazer e as de transporte para trabalho ou outra coisa . Então para ele existe a necessidade de mesclar as funções. e estende-las aos bairros.

“Acho que tem que mesclar ciclovia de lazer  com essas ciclovias uteis para dia a dia do trabalho , do estudante, a entre bairros e podemos achar alternativas. “

Terrazan deu a ideia de uma rota pelas pontes sobre o Anhumas. Mas   para isso precisa  reconstruir as  pontes que caíram e não são tão caras. “São alternativas viárias internas mas que precisam de ir atrás pra conseguir

Problemas  do centro

Sobre os vários pequenos problemas no centro de Barão Valdir diz que é fundamental a mudança no Plano Local de Gestão Urbana E sobretudo uma proposta de reformulação do Sistema viário de Barão que ja vem sendo pensado pela EMDEC, e varias Secretarias como a de Planejamento.

Sobre as questões pontuais Valdir falou de algumas delas

Valdir se comprometeu a não autorizar nenhum comércio nas praças centrais “Eu já tenho esse compromisso ha muitos anos. Praça é praça. É feito para convivio. Quando fui subprefeito ou secretário não autorizei nenhum pedido disso e continuarei nao apoiando.

Sobre o defeito do asfalto em frente o Santander Valdir diz que aquilo só precisa passar uma fresadeira. Mas que agora já é questão de desleixo com Barão mesmo porque já tem inúmeros pedidos de decadas pedindo pra arrumar

Valdir também disse que a limpeza e varrição tem que ser feita diariamente e se compromete a sempre pedir e também a reabertura da rua Jean Nassif Mokarzel que ele informou que será feito

Praça do Jd. Independencia e outras praças

– Sobre a Praça do Jd Independência Valdir diz que já está tudo encaminhado o projeto de um convívio e demarcado para iluminação, academia e parquinho.

Ele disse que ja cuidou da revitalização de  praça da subprefeitura e da Praça do Coco e que já encaminhou várias outras no Real Parque e São Gonçalo , na praça da Caixa Dágua da Vila Santa Isabel e no Bosque das Palmeiras que “já está andando

Só posso dizer que compromisso com praça publica é sagrado pra mim. Tem algumas praças que eu gostaria de ter feito mais coisas nelas. Mas precisa fazer nos bairros onde tem demanda E não como estão fazendo na Parte 2. Praça não é pra ser ocupada Sua função é de convívio. E eu sempre briguei pelas praças

Segundo ele a Praça Jose Eduardo Geremias era uma praça lindíssima, teve muitos eventos Para ele isso não é revitalização. Para ele foi feito em lugar errado onde tem demanda e deveria ser feita essa revitalização no Real, no Village . Na parte 2 da cidade universitária ele acha que pouca gente vai usar aquela praça

 Sobre o projeto de integração do turismo

-“Concordo 100% com esse projeto. O poder publico  pode ser a mola propulsora desse projeto como ja faz em Joaquim Egydio, isso se faz em parceria com o setor privado, criando alternativas toda uma estrutura , criou-se um, sistema de segurança pra evitar roubos que é um dever do poder publico

– Sobre o Parque Rio das Pedras

Para Valdir o parque é bastante factível a possibilidade do Parque mas precisa  evoluir na discussão. E isso também passa por um Novo Plano de Gestão Urbana . Segundo ele desapropriação não tem como ocorrer pelo valor. Então o único jeito é esperar o projeto de um investimento para que seja exigida a área de preervação como contrapartida.

Para Terrazan o Parque em si  já esta criado  naturalmente. Ambiental e de preservação “E pra efetivar basta que assim que os proprietários entrarem com o pedido de loteamento, e o poder publico possa exigir o que ja é preservado la”

Valdir disse que precisa ser feita a mudança de perímetro para permitir que se faça um empreendimento de baixa ocupação e as áreas que são de preservação ficariam de domínio e uso público. Segundo ele a área seria pública mas a responsabilidade por mantê-lo seria do empreendedor.

Para ele o que se precisa superar os radicalismos de ambas as partes. Senão vão ser mais décadas sem que as pessoas possam conhecer uma fazenda que tem mais de 200 anos e é das origens da cidade.

– Então ele defende também a revisão do Plano Local e aguardar um pedido dos empreendedores: “No momento que as negociações  evoluírem,   se  exige  a área tombada como pública.” Ele propõe que em parte dessa área publica também exista ou seja reservado uma parte marginal para um “Centro  administrativo” que comportaria uma subprefeitura digital, com sedes da polícia militar, guarda municipal, e dos bombeiros “que nós temos direito”.

Interligação  com os corredores  ambientais 

Essa é uma das lutas que Valdir sempre encampou e a interligação dos corredores ambientais da Mata Santa Genebra com as do Recanto Iara e da Fazenda Rio das Pedras, interligados aos outros fragmentos de mata – Santa Genebrinha, e com a mata atras do CEASA e pelo Ribeirão das Pedras e pelo Anhumas até com a Mata do Quilombo

– construção de um Centro Administrativo

Valdir falou também que vai perseguir a necessidade de se construir uma sede administrativa que seja toda digital, com atendimento de excelência E que possa conciliar a subprefeitura com as sedes das Polícia Civil e Militar com uma base do Corpo de Bombeiros “Barão tem direito de ter uma base Sobretudo por causa das matas.Isso é outra das coisas. “. Outra coisa que Valdir pensa para o futuro é tirar o Terminal daquele lugar “porque não comporta mais“. E ele cita como exemplo o “Agiliza Campinas” que nasceu em Barão justamente da necessidade de se dar uma destinação mais útil para um prédio que estava sendo inútil. “Quando pensei criar ninguém acreditou e hoje é um serviço de excelência e talvez um dos serviços que tem maior aprovação popular hoje.

A gente tem que pensar a cidade pra 100 anos . E isso são coisas perfeitamente possíveis de se pensar qual cidade queremos e de se conseguir o que se quer. É uma questão da comunidade pleitear e batalhar pra acontecer .Nada é impossível. Só não da quando se exija por vias erradas, sem planejamento ou contra as leis. ”

Pioneiros na luta pela Preservação ambiental

que foi resultado da luta do movimento “SOS  Barão” que ele foi presidente Walmir Geraldi era presidente da PROESP era secretário um dos ambientalistas mais autênticos que ja conheci) O SOS Barão foi criado para lutar contra projeto de duas torres de 11 andares que seriam construídos por Irineu Checcia onde é hoje a Mata do recanto Yara. A partir de 1989 -90 começou esse embate e foi o embrião do Plano Local de Gestão e o movimento “SOS Barão” – que era meio restrito a algumas pessoas – evoluiu para a criação do Conselho Distrital que eu fui o primeiro presidente. Ele tinha como função fortalecer as mais de 20 associações de bairro que tomou uma força muito grande que opinava em todos os empreendimentos em Barão que seriam implementados e tiveram que passar pelo conselho “Esse é o melhor modelo que precisamos aqui e em toda a cidade”

Arney Barcelos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s