Bairros

Plano de 100 dias mostra preconceito por Barão e mantém decisões à revelia

Um bicicletário no Terminal de Barão é A UNICA obra projetada para Barão para os próximos 3 meses, 100 dias de governo. Dário Saadi apresentou ontem o Plano com ótimos projetos e propostas interessantes, porém extremamente distantes de Barão. Além disso, para Barão provavelmente virá uma pequena parte da contratação temporária de 330 homens para fazer o acero (capinação de praças, limpeza de vias e sarjetas, calçadas, terrenos públicos, córregos, entre outros serviços) – pois mato não é “sujeira”) de empresas que serão contratadas pela Secretaria de Serviços Públicos. (Há reduzida probabilidade dos reeducandos voltarem a ser liberados para tais serviços) E talvez mais médicos serão enviados para o Centro de Saúde de Barão, já que Dário anunciou a contratação urgente de mais 200 médicos nesses 100 dias ( sendo 158 já aprovados em concursos e 42 do programa “Mais Médicos Campineiro”). Também a reforma da base da GM em Barão vai ter que esperar por muito tempo (será feita em Sousas). Nem a Fundação José Pedro da Mata Santa Genebra apresentou proposta inovadora em Barão (apenas manutenção de oficinas para crianças e formação de guias que ja existiam) e nem mesmo o Agiliza Barão atenderá solicitações junto à COHAB (só no Pe. Anchieta) . Portanto , as propostas do subprefeito não foram atendidas nesses 100 dias.

Além disso, a Secretaria de Comunicação não encaminhou perguntas do #jornaldebarão ao prefeito e nem nos respondeu por emails, solicitando explicações para tais decisões.

VEJA TODAS AS OBRAS DO PLANO NO LINK https://plano100dias.campinas.sp.gov.br

OPINIÂO: Precisamos de bicicletário agora??

No entender do jornal tal decisão DEIXA CLARO PRECONCEITO sobre Barão de que aqui é gigantesca a parcela de estudantes usuários de bicicleta ou pior ainda, de bikers. Além de ser uma bem pequena MINORIA em Barão, a grande maioria dos estudantes NÃO USA BICICLETA . E muito menor ainda é a % de estudantes ou moradores que vão de bicicleta até o terminal para pegar ônibus caríssimo para a cidade. quando é assim , pegam ônibus nos bairros até o Terminal e não usam bicicleta (Quem ganha um salário razoável NÃO DEPENDE DE ÔNIBUS e um custo médio de R$ 220,00 mensais apenas com ônibus para quem ganha menos de 2000 mensais é simplesmente inaceitavel) Além de rarissimos estudantes e moradores quem usa bicicletas em Barão são os vários grupos de “bikers” que NÃO DEIXAM BICICLETAS NOS TERMINAIS porque fazem rotas maiores , geralmente distantes de Barão. Enfim a nosso ver é um DESPERDÍCIO priorizar tal obra inócua.

Se a intenção é “estimular” o uso de bike NÃO É DESSA FORMA que irão estimular ! PRIMEIRO tem que haver uma campanha , 10 vezes mais ciclovias EM BARÃO PARA BAIRROS DISTANTES (não ciclofaixas mal feitas) , eventos, prêmios e sobretudo redução de passagem de ônibus e POSSIBILIDADE DE LEVAR AS BICICLETAS PARA O CENTRO em ônibus adaptados para isso, ou ciclovias especiais em direção ao centro e outros pontos nas estradas.

Boas Propostas

Para Campinas – e distantes de Barão – ha algumas propostas bem interessantes Primeiro, o projeto de construção do Centro de Integração Animal e recuperação de animais silvestres. (apenas o projeto). Também haverá um grande avanço na área de informática da prefeitura para vários serviços (como para marcar consultas, Empregos On Line CPAT on line, portal da transparência, Teleconsultas e serviços digitais para a população etc) construção de tiroleza e várias melhorias no Taquaral, redução de tempo para abertura de empresas, entrega de 2000 escrituras em 8 bairros e certidões de regularização fundiaria, Abertura de licitação do Hospital da Mulher e contrato do Mario Gatti infantil, Redução e regularização dos cargos em comissão,Implantação do selo amigos da cultura, Reforma do Mercadão, Manutenção do Cartão Nutrir e outras

Há também projetos que poderão ser bastante prejudiciais em Barão como a promulgação dos projetos de lei 44/2020 e 45/2020 permitirá compatibilizar os critérios da Lei EHIS-COHAB ao Plano Diretor e à Lei de Uso e Ocupação do Solo; promoverá a melhoria dos parâmetros técnicos urbanísticos visando viabilizar empreendimentos de interesse social e alterará os parâmetros urbanos, tais como: lotes de 90m², verticalização dos empreendimentos, criação dos grupos populares tipo A, tipo B e tipo C, visando atender todas as classes de interesse social.

Enfim aguardamos respostas às nossas questões e mais detalhes desses projetos … PRINCIPALMENTE o inicio do trabalho dos trabalhadores contratados e de mais médicos em Barão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s