Politica

DER está duplicando estrada entre Paulínia e Sumaré

O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) do Estado de São Paulo já iniciou as obras de duplicação da rodovia que liga Paulínia à Rodovia Anhanguera (Adauto Campo Dall’Orto (novo nome da rodovia José Lozano Araújo – SP-110), com financiamento do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) as obras custarão ao governo do Estado de R$ 21,3 milhões .

A duplicação teve início ainda no município de Sumaré. O canteiro de obra e o serviço de movimentação de terra ocupam todas as margens da faixa da rodovia em direção à Rodovia Anhanguera. O prazo para a obra ser concluída e entregue é 18 meses, Dezembro de 2022 um ano e meio.

Segundo informou Valdir Terrazan que trabalha no DER, o departamento emitiu a primeira nota de serviço para início da duplicação na Adauto Campo Dall’Orto em ABril passado para a empresa Heleno e Fonseca, vencedora do processo licitatório com prazo de início em 10 dias que se deu no início de maio. “Apos fundação e limpeza da área e a remoção do postiamento (postes), a empresa ja está abrindo o terreno para a construção da segunda pista”.

Estrada terá passarelas e equipamentos de segurança

A rodovia será duplicada entre os Km 1 e 2,8, beneficiando, além da cidade de Paulínia, municípios adjacentes como Sumaré Hortolândia e Campinas. O projeto de obras também prevê a implantação de passarela e a reformulação de toda a sinalização, com a implantação de equipamentos de segurança – defensas metálicas, barreiras de concreto e tachões refletivos.

Nosso mapeamento de obras prioritárias aponta gargalos que carecem de investimentos para melhorar a vida das pessoas e a logística de nosso estado”, afirmou o vice-governador e secretário de Governo, Rodrigo Garcia (DEM). “Essas obras na região de Campinas vão beneficiar o escoamento da produção e o abastecimento de grandes empresas instaladas às margens da rodovia, com forte perfil industrial.”

A região é um importante corredor logístico por passar parte considerável da riqueza econômica do Interior paulista”, afirmou o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto. A estimativa do governo do estado é que a duplicação crie 44 postos de trabalho, 11 empregos diretos e 33 indiretos. “A orientação é que as empresas vencedoras usem mão de obra local”, destacou em nota.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s