Arte&Cultura

Conselho de Cultura elege primeira presidente que não é da Prefeitura

Pela primeira vez um Conselho Municipal de Campinas elege como presidente não uma indicada pela gestão da prefeitura, mas uma indicada pela sociedade civil: Trata-se da professora e produtora cultural Andréa Aparecida de Jesus Mendes que foi eleita em Abril e é a primeira presidente do Conselho Municipal de Política Cultural de Campinas. (Geralmente os presidentes dos Conselhos Municipais são os Secretários ou especialistas indicados por eles)

Mas o Jornal de Barão não divulgou antes porque a prefeitura não quis informar os dados naquela época e só publicou a Ata no Diário Oficial no finalzinho de maio. A Secretaria de Cultura também não liberou a gravação da reunião.

A reunião do Conselho Municipal de Política Cultural, em que houve a eleição, foi realizada no dia 12 de abril on line e contou com 52 conselheiros. Andrea Mendes representa a Câmara Setorial de Memória e Patrimônio do Conselho e concorreu internamente com a funcionária de carreira da Secretaria de Cultura, Marianne Elisabeth Brockelmann, que estava então ocupando o cargo de Secretária interinamente desde a saída de Sandra Ciocci em março. Ela teve 24 votos contra 11 votos dados à Marianne .

Segundo a Ata, a reunião foi aberta pela conselheira Sandra Regina Peres, que falou sobre a pauta pela Secretaria de Cultura informando os momentos de reestruturação com a saída da ex secretária Sandra Ciocci e a ocupação do cargo interinamente por Marianne Bockelmann, desde o dia 23/03, com a indicação do Prefeito Dário Saadi. Sandra também informou a necessidade imediata de debate, apresentação e proposição para a execução das demandas setoriais e territoriais da produção cultural campineira, de acordo com o Plano Municipal de Cultura com o qual o prefeito se comprometeu. Após a votação, Marianne como vice-presidente.

Após a eleição Andrea fez um agradecimento para a Sociedade Civil pelo apoio recebido e pediu que a cidade tenha uma política cultural garantida. Ela ressaltou que o conselho é “histórico” e que “foi construído pela população do qual sou apenas uma ferramenta.” “Estou vindo para aprender e não ser unilateral e quero ter vozes ecoando de
todos os lados
“.

Expressando a felicidade de estar à frente do mandato a nova presidente diz que terá como objetivo fazer andar, concretizar e ampliar os direcionamentos de todas as ações, “para ter um Conselho deliberativo“.

Estou vindo para aprender e não ser unilateral e quero ter vozes ecoando de
todos os lados
” – declarou

(Marlene Ferreira , colaborou Arney Barcelos)

A professora e artista Andréa Mendes é a nova presidente do Conselho Municipal de Política Cultural

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s