Ambientalismo

Movimento quer mais pressa para as passagens de fauna

Cerca de 50 pessoas moradores de vários municípios da região – incluindo de Barão Geraldo – fizeram hoje 4/7 um Ato pela construção de passagens de fauna no Km 118 da rodovia Zeferino Vaz. O protesto ocorreu às margens da rodovia das 11h às 13h. O movimento quer que Rota e Prefeitura apressem a construção de passagens de fauna no local onde já foram encontrados mortos dezenas de animais.

Além de faixas e cartazes eles também levaram animais de pelúcia deixados na pista para representar os animais mortos. Também tiveram o apoio do Sindicato dos Metalúrgicos que enviou uma perua de som e da Rota das Bandeiras para “garantir” a segurança. A PMR Polícia Militar Rodoviária chegou antes com diversos carros porque ja estavam sabendo do evento antes. Mas como não havia a intenção de fechar o trânsito, foram embora após o início do ato.

O Ato foi organizado por várias pessoas, como Dulcinéia Lopes da PROESP, o veterinário Roberto Stevenson e o professor Manuel Rosa Bueno. Compareceu também o vereador Paulo Buffalo e a presidente do PSOL Campinas, Marcela Moreira além de moradores de Paulínia, Campinas, Limeira, Americana, Sumaré e Vinhedo e de Barão Geraldo. Segundo o movimento que tem os dados de uma média de 33 animais mortos por mês , a Rota das Bandeiras tem obrigação contratual pela construção das passagens de fauna em locais de passagens de animais Que são reconhecidos pela própria concessionária. Além de que as solicitações pela segurança no local são antigas tanto pela Mata Santa Genebra como pelos próprios moradores, ambientalistas e defensores da causa.

ROTA DIZ QUE PASSAGEM FAZ PARTE DA CONSTRUÇÃO DAS MARGINAIS DA ZEFERINO COM INÍCIO EM 2022

A Rota das Bandeiras nega esses dados. Segundo ela, a média de registro que eles tem é de três ocorrências mensais entre os quilômetros 114 e 148 da Zeferino. E que ocorreram 16 casos entre janeiro e maio de 2020 e 17 em no mesmo período deste ano.

A empresa emitiu nota para a imprensa dizendo que a construção das passagens de fauna e fechamentos na estrada será inferior e faz parte do projeto de construção das marginais da rodovia que ainda não esta pronto e depende de licenciamentos, mas está previsto para iniciar no ano que vem e levará 2 anos de construção. Segundo a Rota, o projeto que contempla a passagem subterrânea e direcionamento dos animais atende a uma “resolução” da Fundação José Pedro de Oliveira (Mata de Santa Genebra) e da Secretaria do Verde de Campinas. Porém disse que ainda está em “fase final de estudos” para depois ser submetido à secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo e conseguir licenciamento tanto na CETESB, como da ARTESP (agencia Regulatoria de Transportes estadual) .

Além disso, o prazo para execução da obra será de 2 anos. “A Concessionária recebeu, via Ouvidoria, uma solicitação sobre o tema no mês passado. Em nenhum momento houve a promessa em relação a prazos, considerando que o início da obra está condicionado à conclusão do processo de licenciamento ambiental” – diz a nota.

Para movimento, Rota menospreza a morte dos animais na Zeferino

Quanto às declarações da Rota das Bandeiras, lideranças do movimento questionaram o “menosprezo” da empresa. Manuel Bueno questiona “mesmo que fossem três animais por mês, por que eles acham que podem menosprezar essas três mortes??? Nós precisamos que a concessionária tenha uma postura muito mais cuidadosa com os animais. Faz anos, muitos anos, que esses animais morrem ali e até agora nada foi feito“.

Manuel diz que precisamos das passagens de fauna agora. Por provavelmente serem subterrâneas não alterarão o desenho das marginais previstas futuramente porque ficarão debaixo das estruturas rodoviárias já existentes agora e portanto é possivel iniciarem já a construção da passagem.

Manuel questiona também a Secretaria Municipal do Verde ter “permitido” a extensão do prazo até a construção das marginais , ja que a Rota afirma atender resolução da Secretaria. Para ele, o prazo de quase mais 3 anos citado acima para as passagens de fauna estarem prontas mostra “má-vontade” da concessionária que segundo ele “levou poucos meses para construir o enorme acesso a Barão Geraldo recentemente e agora diz que precisaria de dois anos para a construção das passagens de fauna. Parece gozação ou escárnio“.

Para ele a Rota tem condições de executar já. “A concessionária não é especialista em hábitos e necessidades animais, mas existem projetos desenvolvidos para o tipo de fauna que temos em nossa região que já estão prontos e já foram aplicados em outros locais com sucesso. Adapta-los às condições topográficas do Km 118, que é notadamente um local de grande número de animais mortos não demoraria mais que alguns dias“.

(A.B. fotos e vídeo Eduardo Antônio Pinheiro)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s