Educação

UNICAMP adia início das aulas para o dia 14 de março por adaptações internas

A UNICAMP informou que o início das aulas foi adiado para o dia 14 de Março porém dessa vez não foi por causa da COVID- Omicron e sim para adaptação às novas tecnologias, nas salas de aula e aos processos de cuidados com a saude de alunos, funcionarios e professores. A decisão foi tomada pela Reitoria após reunião com diretores das unidades, docentes, funcionários sindicatos e estudantes Para adaptação de salas de aula , restaurantes moradia, biblioteca etc E para testar e vacinar quem falta entre os novos alunos. Sobretudo os que ainda não fizeram. E segundo eles esse adiamento servirá para adaptação à essas novas condições.

Muitos alunos e pais reclamaram bastante desse adiamento .

o aluno Pedro Andrade questionou dizendo que os alunos e suas famílias se planejaram e começaram pagar aluguel desde cedo para morar perto, “levando um monte de coisa pesada pra vocês fazerem isso? E disse que se houver novo adiamente irá acionar a Unicamp judicialmente. Outro  Adalto Pereira questionou se o adiamento era uma “brincadeira” “O mundo ja adaptou e a Unicamp vai fazer agora” ?

A mae Adriana Gomes de Oliveira questionou o tempo de preparação: “Tiveram praticamente 2 anos para se prepararem e agora, uma semana antes, eles anunciam uma coisa dessa? Uma vergonha para uma instituição como a Unicamp… E nossos filhos como fica o emocional deles ? Que estão angustiados vendo TODOS retornando às aulas presenciais… e eles em casa aguardando o retorno das aulas … Realmente revoltante … Tirei meu filho do SESI para ele poder estudar no Colégio Tecnico da Unicamp, mas estou muito decepcionado … Fui aluna da universidade… nunca pensei que pudesse me decepcionar tanto com ela – disse Adriana

LEIA A NOTA EXPLICATIVA DA REITORIA DA UNICAMP

“Desde o ano passado a Unicamp se prepara para a retomada das atividades presenciais dos seus estudantes. Com muito cuidado, atenção e respeito pela comunidade, a reitoria tem buscado os meios para garantir o início tranquilo das aulas presenciais em março.

Esse planejamento, que inclui a análise e a adaptação das salas de aula, abarca também os restaurantes, a moradia estudantil, a biblioteca, a utilização das vias públicas e dos espaços de convivência.

Durante esse processo, nossa equipe esteve atenta ao cenário externo e manteve canais de escuta à comunidade, sempre consciente da necessidade de adaptações.

Assim, após reuniões recentes com diferentes segmentos da comunidade universitária (diretores de unidades, representações docentes, de funcionários e de estudantes, associações e sindicatos), a Reitoria optou pelo adiamento do início das aulas presenciais para o dia 14 de março de 2022.

Contribuíram para essa decisão os anseios da nossa coletividade, intensificados pela proximidade da data originalmente prevista para o início das aulas com o Carnaval.

Esse adiamento propiciará um prazo mais amplo para a adaptação às novas condições sanitárias e aos recursos tecnológicos adquiridos, garantindo um retorno seguro ao ensino presencial”

(AB)

1 resposta »

  1. PAULÍNIA, apesar de ser uma das cidades brasileiras com o maior PIB per capita, ultimamente deixa muito a desejar na área da Educação, com escolas e creches públicas abandonadas e sem profissionais.

    Professores que estão na ativa são obrigados a fazer o trabalho do AUXILIAR DE EDUCAÇÃO INFANTIL e do MONITOR ESCOLAR, ou seja, o que caracteriza DESVIO DE FUNÇÃO.

    Vale resaltar que há vigente um Concurso Público com inúmeros aprovados aguardando pela convocação, correndo ainda o risco de serem deixados para trás, caso a Prefeitura venha a fazer um Processo Seletivo, assunto este comentado nos últimos dias.

    Enquanto isso as crianças ficam sem o devido cuidado e atenção, e até mesmo sem a possibilidade de irem à escola, assim como os pais que não podem trabalhar porque não têm com quem deixar seus filhos.

    Os pais dos alunos têm organizado alguns protestos, inclusive com matérias já veiculadas na EPTV Campinas ( https://globoplay.globo.com/v/10388660/ ), imprensa local e junto ao Sindicato dos Servidores Públicos de Paulínia. No entanto, a Prefeitura pouco se preocupa em atender às solicitações.

    Ademais, a população agradece o esforço do Vereador HELDER PEREIRA, que encaminhou REQUERIMENTO ao EXECUTIVO, publicado no Diário Oficial de Paulínia, na Edição de nº 1.808, em 07 de abril de 2022, na página 21, sob Nº 369/2022, com o seguinte título:

    “REQUER AO EXECUTIVO INFORMAÇÕES SOBRE QUANTOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS MUNICIPAIS ESTÃO DESVIADOS DE SUA FUNÇÃO ORIGINAL, PARA QUAL PASTA, HÁ QUANTO TEMPO, SOB QUAL JUSTIFICATIVA E AS CONSEQUÊNCIAS DISTO PARA SUAS PASTAS ORIGINAIS, EM ESPECIAL NA EDUCAÇÃO.”

    A POPULAÇÃO AGUARDA POR UMA SOLUÇÃO URGENTE!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s