Primeira página

Hoje é o nosso tempo

por Marlene Ferreira

Dia Internacional das Mulheres

É tão bom estar viva e sentir que estou vivendo.
Tenho toda a minha vida pela frente…
Não poderia limpar o passado nem se eu tentasse.
É por isso que levanto minha cabeça com orgulho.

Eu tenho um milhão de milhas comigo.
Eles querem ver até onde eu vou.
O caminho nunca foi feito com ouro.
Trabalhamos e construímos isso por conta própria.

E ninguém pode impedir o crescimento de cada mulher, mesmo se tentassem nos calar com insultos ou palavras.
Este é o poder personificado!
Temos lutado para nos mantermos vivas.
Então, quando vencermos, teremos orgulho.
Você sabe o quanto nós choramos?
O quão duro nós tivemos que lutar?

É tão bom estar de pé com todas as mulheres superando suas fases difíceis, seus dias sombrios.
Não que tenhamos nos tornado insensíveis, mas nossos olhares estão mais focados no que realmente desejamos e queremos. Não. basta ter amor, tem que ter o zelo, o respeito, e claro, porque não o dinheiro?

Agora estamos sentadas no topo do mundo.

Temos um batalhão de mulheres em nós!
Eles querem ver até onde iremos…
O caminho nunca foi fácil não.
Nós lutamos e construímos isso por conta própria porque não queremos julgamentos aleatórios, apenas nosso espaço para nos expressarmos.

Vamos celebrar nosso dia sim com glamour, paetês e muita serpentinas e de cabeça erguida!

Eu sou mulher, sou destemida!
Eu sou sexy, sou divina.
Sou imbatível, sou criativa!

E por isso há aqueles que se acham no direito de poder entrar na fila pra me cantar.

Acontece com todas as mulheres esse tipo de coisa? Basta você postar uma foto e pronto, lá vem o sujeito achar que pode te mandar mensagem.
Sabe o que sinto: NOJO

Eu sou feminina, eu sou masculina também.
Eu sou qualquer coisa que quero ser.
Eu posso te ensinar, eu posso te amar.

Se você entendeu, entendeu, se não entendeu, vai ficar sem entender mesmo.

Tenho classe, sou moderna, vivo de acordo com meu próprio design.
Sou cereja, sou limão, eu sou a mais doce torta de limão.
Sou guitarra elétrica, sou baixo, sou a batida da minha própria bateria..

Eu poderia fazer seus arrepios aumentarem
Com o traçado do meu polegar

Só o amor pode entrar em mim!
Eu me movo no meu próprio tempo.
A voz do futuro fala comigo gentilmente.
Eu sinto o que quero e, de alguma forma, isso me encontra.

Eu sou mulher, não tenho medo!

Categorias:Primeira página

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s