Falecimentos

FALECIMENTO: “DEL”

Informamos o falecimento de Adevaldo Silva Moraes, de 57 anos, mais conhecido como “Del” no dia 31/5/22. Del era morador do Village onde era proprietário do Canil Karlakari . Ele sofreu um acidente jogando futebol no campo do Okinawa em Campinas no dia 28 de maio. Ao cair, bateu a nuca e teve um traumatismo craniano. Foi levado para o Hospital de Clínicas onde ficou internado até o dia 31 de maio, dia em que foi constatada morte cerebral. Conforme sua filha Karla quando ele chegou ao hospital, começou a apresentar perda dos reflexos neurológicos e dificuldade para respirar, precisando ser entubado.
Através da tomografia, constatou-se que havia danos irreversíveis, principalmente no tronco cerebral.
“Desde sábado (28/05), o quadro clínico apontava a morte encefálica, a qual foi confirmada às 8:55 da terça-feira, após a realização de exames que comprovaram a ausência de atividade neurológica.”

Como era doador de órgãos, seus rins, fígado e as duas córneas foram doadas para 5 pessoas que necessitavam há anos.

Adevaldo Silva Moraes nasceu em 13 de fevereiro de 1965, em Campinas. Era filho de Carlos e Maria no bairro Jd Santana onde morou até seus 10 anos, quando a família se mudou para o Village em 1975. Em Barão Del estudou o ensino fundamental e depois trabalhou em vários lugares. Em 1990 Del casou-se com Maria Aparecida Lopes, (há 32 anos) com quem teve 3 filhos: Karla, Karina e Davi.

Depois de trabalhar em um canil, nos anos 1980 Del começou a montar seu canil Karlakari para importar e vender cães de raça. Segundo sua filha Karla, há 30 anos (1992) ele começou a criar cães “mastin napolitanos” e há pouco mais de 10 anos, começou a criar “Pastor do Cáucaso”, sendo um dos primeiros a trazer essa raça de cães da Rússia para o Brasil.

No dia 3 de junho , Del foi sepultado no Cemitério das Aléias em Campinas.

O #JornaldeBarão lamenta e envia condolências à familia (AB)

Leiam o texto de sua esposa Maria Aparecida

Adevaldo Silva Moraes (1965 – 2022), conhecido como Del, camisa dez, artilheiro, o craque do Village Campinas, onde residia desde sempre. Desde menino, corria pelas veias a paixão pelo futebol. E, durante toda a sua vida, trouxe tantas alegrias com suas jogadas sensacionais e serviu de inspiração para tantos outros.
De família humilde, só conseguiu tentar a sorte no futebol profissional, depois de servir o quartel, mas a idade o impediu. E foi no futebol amador que pôde se consagrar como um grande jogador. Jogou em Campinas e em inúmeras cidades da região e Minas Gerais em inúmeros campeonatos. Por onde jogou, encantou a todos com o seu talento e jogadas espetaculares que eram só dele. Tantas foram as vezes que orgulhosamente erguia as taças, tornando seu time campeão.
Seu grande projeto de vida foi envolver a todos em torno do futebol. Foi inspiração para muitos meninos que, também como ele um dia, sonhavam em ser jogadores de futebol. Não media esforços para abrir-lhes os caminhos do futebol, correr atrás dos clubes, apoiando e incentivando-os a seguir carreira.
No imaginário de tantos que cresceram com ele fica a cena dele com uma renca de crianças, todo dia a tarde, no campinho do bairro, fazendo-as de “cobaia” para as suas cobranças de falta, seus dribles e elas, correndo atrás dele para tirar a bola, iam também se apaixonando pelo futebol.
Irônica e inexplicavelmente, perde a vida, aos 57 anos, em uma de suas tantas jogadas e justamente no lugar onde tanto dominava
.

39 anos caminhando juntos.
Com todos os nossos acertos e desacertos dificuldades e alegrias…tínhamos muito ainda a aprender um com o outro o jogo difícil e prazeroso de viver! Nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mas aprendendo a jogar! Sigamos juntos, em dimensões diferentes, de mãos dadas, amor! Pelos nossos filhos lindos ( Karla , Karina e Davi ), nosso bem maior!

Esse Adevas/Del/Adevaldo conseguiu aglutinar em torno de si adjetivos nobres que fizeram dele um ser humano encantador, sábio e enigmático. E, certamente, como todo ser humano, tinha suas falhas! Ninguém sabia ao certo o que tanto ele carregava dentro de si e a capacidade que tinha em lidar com mundos tão diferentes! Transitava do mundo do futebol ao dos cães passando pelas relações familiares, como se fosse um mágico dominando cada mundo com sua maestria e fazendo uma multidão de amigos e admiradores! Cada mundo conheceu uma faceta dele. Agora estamos juntando-as: o Del, o Adevas, o Adevaldo. O pai, o esposo, o amigo, o atleta, o criador de Mastim Napolitano e de pastor do Cáucaso!

Texto de Esther, amiga da família, esposa de Donizete amigo de infância:

“No sábado nos também vimos o Del como sempre todo alegre indo para o jogo , aí parou o carro do lado do nosso e chamou o Donizete como sempre fazia vamos cabeça jogar bola e eu estava junto no carro o Donizete brilho os olhos como sempre querendo ir mas já tinha combinado com o Donizete de nós ficarmos em casa aí o Donizete falou pro Del não mais daí pra eu ir hoje , e ele falou pro Del vai com Deus e um bom jogo , eles sempre juntos nos jogos sei que todos e o Donizete vai sentir muito falta desse amigo irmão como o Donizete falava do Del e nos também do Del sempre chegar em casa pra buscar o Donizete pra jogar e ficava conversando com nosco sempre atencioso , mas sei que ele vai estar num bom lugar e olhando e zelando pela família ao lado de Deus por sempre foi uma boa pessoa , que Deus abençoe vcs famílias e conforta o coração de vcs não e fácil essa partida só Deus pra dar muita fé e coragem pra vcs Maria vc mulher de fé , Deus está te dando força pra vc seguir a sua caminhada ele está sempre ao seu lado creia sempre . Meus sentimentos”

Texto de Danilo Evangelista (primo)

Bom dia pessoal estou de coração partido sem acreditar q o Del nos deixou. Sábado de manhã estava com ele no canil cuidando dos cachorros brincando e ele pediu pra eu tirar uma foto. Mal eu sabia q seria a última 😭😭😭💔 e saber q aquela manhã foi a última q passamos juntos. Doi demais mais irei guarda-lo em meu coração pelo resto da minha vida e guardarei tbm todos momentos q estive com vc meu primo amigo. Com vc aprendi bastante coisas e estava aprendendo. Del estava me ensinando a ser criador de caes Continuarei cuidando dos seus animais com muito carinho e amor. Não igual ao q vc tinha por eles mas quase igual
Del uma pessoa extraordinária uma pessoa maravilhosa um primo e tanto. Um amigão e um ótimo patrão . E um mito no futebol. Todos já sabiam o seu drible e mesmo assim Del driblava todos com seu talento. Foi campeão em várias cidades com sua foto em murais como melhor jogador artilheiro e muitos amigos por onde passou no futebol. Sou seu fã Del e continuarei sendo .Quando era pequeno lembro q nem fosse hj Del ia no campo treinar chutes e chamava nos meninos pra agarrar e buscar bolas pra ele e fazer barreira pra ele levando bolada bem fortes q o Del chutava forte .
E Del quando tinha esperança de vc voltar não sentia vazio no canil. Mas ontem de tarde e hj de manhã ficou um vazio no canil Eu todo momento achando q vc ia chegar eu olhava pra trás várias vezes esperando vc chegar e me da bronca da água escorrendo ( Danilo olha a água escorrendo a conta vai vir cara ) Sentirei falta dessa bronca que nunca mais levarei 😭😭😭 Ontem e hj cedo os cachorros sentiram q vc partiu e estão tristes Alguns nem quis comer Outros uivaram se despedindo de vc. Mas peço q vc aí de cima me ajude cuidar dos seus cachorros . Del pra sempre vc estará em meu coração sentirei muitas saudades 💔😭💔😭💔
Vc é muito especial ⚽

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s