Ambientalismo

Novo crescimento de coronavirus (BQ1) leva UNICAMP a exigir obrigatoriedade das máscaras

A UNICAMP decidiu pelo retorno da obrigatoriedade do uso de máscaras PFF2 e demais procedimentos anteriores de prevenção ao Coronavirus a partir do dia 16/11. A medida é uma prevenção do Comitê Científico criado para contingenciar a epidemia na Universidade ao registrar o grande crescimento do novo vírus que é denominado BQ1, que é uma evolução da espécie ômicron do Coronavirus. O que levou a Reitoria da universidade baixar uma resolução determinando a medida.

O estado de São Paulo registrou na última quinta-feira (10) um aumento de quase 56% nas internações por Covid-19 em unidades de tratamento intensivo (UTI) nas últimas duas semanas. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, o número de pacientes internados passou de 288 para 448 e a ocupação de enfermarias por pacientes com a doença no estado passou de 555 pacientes para 832, uma alta de 49,9% no mesmo período.

Na Unicamp o número de consultas por problemas respiratórios pulou de uma média de 230 casos por semana para 880 consultas na ultima semana. Por esse motivo, a vice reitora e Coordenadora Geral da Unicamp, a médica Maria Luiza Moreti informou que o Comite Científico de Contingenciamento do Coronavírus da universidade determinou o retorno da obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes fechados da Universidade na próxima semana para todos os funcionários e alunos passem a usar máscaras PFF2, a redução e proibição de aglomerações e as medidas de higiene anteriores.

A medida inclui locais como salas de aula, bibliotecas, laboratórios, restaurantes universitários, ônibus fretados e outros ambientes que não sejam ao ar livre. Também passa a ser obrigatória a vacinação com a primeira e a segunda dose de reforço da vacina contra a Covid19, inclusive para realização da matrícula para 2023.

Segundo Moreti por enquanto as aulas continuam em formato presencial. O Comitê também recomendou refeições mais rápidas, com o mínimo de diálogo possível entre os frequentadores dos restaurantes universitários e cantinas, lavagem frequente das mãos com água e sabão ou higienização por meio de álcool 70%, e redução ou diminuição das aglomerações, tais como festas ou eventos de grandes proporções.

Para cumprir a obrigatoriedade de esquema vacinal completo e as doses de reforço para maiores de 18 anos, a Reitoria informa as vacinas estão disponíveis no Cecom, das 8h30 às 17h30, diariamente, mediante agendamento prévio. E que a aplicações devem ser inseridas nos registros individuais de cada aluno e funcionário nos sistemas da DAC, DGRH e FUNCAMP.

LEIA A NOTA DO COMITÊ DE CONTINGENCIAMENTO DA UNICAMP E A RESOLUÇÃO DO REITOR

“Com o objetivo de zelar pela segurança sanitária da comunidade e de fornecer à Universidade dados atualizados, necessários à tomada de decisões, o Comitê Científico de Contingenciamento do Coronavírus na Unicamp monitora diariamente a evolução da covid-19 nos três campi, nas três cidades-sede, no estado, no país e no mundo.

Considerando o novo cenário epidemiológico, evidenciado pelo aumento no número de pessoas com sintomas respiratórios e testes diagnósticos positivos para covid-19 identificados na Universidade nas últimas duas semanas, e ressaltando que esse crescimento não se reflete, na mesma proporção, no número de casos graves, o Comitê Científico atualizou as diretrizes sanitárias para a comunidade.

1. Uso obrigatório de máscaras cirúrgicas ou do tipo PFF2 em toda a área da saúde e em ambientes fechados, tais como salas de aula, bibliotecas, laboratórios, ônibus fretados etc.

2. Recomendação de refeições mais rápidas, com o mínimo de diálogo possível entre os frequentadores dos restaurantes universitários e cantinas.

3. Lavagem frequente das mãos com água e sabão ou higienização por meio de álcool 70%.

4. Aglomerações, tais como festas ou eventos de grandes proporções, devem ser evitadas.

5. Obrigatoriedade de esquema vacinal completo, com as doses de reforço para maiores de 18 anos, e de inserção dos dados nos sistemas da DAC, DGRH e FUNCAMP – a imunização contra a covid-19 está disponível no Cecom, das 8h30 às 17h30, diariamente, mediante agendamento prévio.

6. Continuidade das aulas presenciais, com o auxílio dos robôs educacionais para a inclusão de estudantes afastados por suspeita de ou com covid-19 confirmada – pessoas com sintomas respiratórios não devem frequentar presencialmente os campi universitários e devem seguir as orientações contidas nos Protocolos Rápidos de Orientação (PROs), disponíveis no link a seguir. 

​​​​​​https://www.unicamp.br/unicamp/cartilha-covid-19/protocolos-rapidos-de-orientacao-pros

O Comitê Científico relembra que dúvidas e ações não contempladas nas normas acima ou nos PROs devem ser encaminhadas para o email retomada@unicamp.br ou dirimidas pelo telefone 3521-5180.

As novas diretrizes passam a vigorar a partir de 11 de novembro de 2022.

Leia a Resolução GR 46/2022, de 11/11/2022

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s